Caminhos da História em Canoa

É já no próximo sábado, 21 de M aio, que, por iniciativa do Centro Ciencia Viva de Constância, se realiza um percurso interpretativo de canoa, designado Caminhos da História.

Durante o percurso, alguns véus da História de Constância vão ser levantados, e algumas curiosidades satisfeitas.


Sabia que existe a convicção de que houve um estaleiro naval templário, junto à foz do Nabão?


E de que el-rei D.Sebastião terá frequentado as termas de águas férreas em Constância?

Que, como reconhecimento o merecimento de autonomia administrativa de Punhete (designação de Constância até 7/12/1836) lhe teria concedido o foral em 30 de Maio de 1571?

Ou que Luís de Camões viveu um certo periodo da sua vida em Constância?

Iremos abordar o que disso se sabe ou que se supõe.
Venha participar na aventura de descer o rio, evocando o passado nos locais onde se pensa que foram escritos techos importantes da história do "caminho" por onde passarmos.
Casinha da Praça: Disponivel na noite de 20 Maio. Estadias mais longas Sugerimos . Inscrições / Informações:
info@constancia.cienciaviva.pt
Tlf. 249739066 Tlm. 911588984

Confluência com o Tejo
Imagem publicada por Centro Ciência Viva de Constância

8 views0 comments

Recent Posts

See All

“Onde”, é o título de uma obra literária criada especialmente para os territórios de Abrantes, Constância e Sardoal, inspirada em vários locais e que ficará inscrita em 62 espaços destes três concelho